Câmara e sociedade acabam com as votações-relâmpago